Meu perfil
BRASIL, Sul, CASCAVEL, CANCELLI, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Livros, Música



Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Boas e Más Notícias
 


Kaefer lidera lista de deputados que patrocinaram campanhas

 

O deputado federal Alfredo Kaefer (PSDB) aparece no topo da lista dos parlamentares que investiram em candidaturas de prefeitos e vereadores no ano passado. Oficialmente ele investiu mais de R$ 323 mil em campanhas no Paraná. Os números foram divulgados pelo jornal Folha de S. Paulo.

Maior doador na Câmara, Kaefer disse ao jornal que a ajuda que recebeu de colegas de partido no interior do Paraná na campanha de 2006 o colocou "em uma condição de ter que retribuir" nas eleições de 2008.

"Essas pessoas me ajudaram em 2006, mas vamos estar juntos em 2010", diz Kaefer, que doou R$ 323 mil. "Achei que tinha que participar. Para participar, em muitos lugares, tem que ajudar financeiramente." Ele afirma que o destaque dado na mídia às doações de campanha faz com que "muita gente" tenha receio de doar.

Juntos, 222 deputados federais tiraram R$ 2,68 milhões de seus próprios bolsos para doar a candidatos a vereador e a prefeito durante as eleições de 2008. O valor equivale a 162 salários dos parlamentares.

Se a Câmara fosse uma empresa e as doações dos deputados fossem somadas, ela estaria entre as maiores doadoras da campanha eleitoral. A OAS, companhia que mais injetou recursos em campanhas, deu a candidatos R$ 11,5 milhões. O Itaú cedeu R$ 3 milhões.

As doações foram feitas por meio de transferências eletrônicas, cheques e depósitos de parcelas que vão de R$ 3,23 a R$ 55 mil.

A maior parte do dinheiro foi para desconhecidos candidatos do interior, mas também há beneficiados como o prefeito reeleito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), e o atual corregedor da Câmara e candidato derrotado em Salvador, ACM Neto (DEM). Luiz Carlos Hauly (PSDB), também deputado e candidato derrotado ontem no terceiro turno em Londrina (PR), recebeu R$ 35 mil.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 09h04
[] [envie esta mensagem
] []





Em busca da casa própria, pessoas aguardam até 16 horas em fila

 

O início do cadastramento para o programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, atraiu uma multidão em Cascavel (PR). As pessoas começaram a formar fila as 14h de ontem e aguardaram mais de 16 horas em frente à prefeitura do município. Quando as portas abriram as 8h30 de hoje, a fila dobrava o quarteirão.

Para garantir o primeiro lugar na fila, a auxiliar de produção Soeli Antunes, 39, mandou o filho para frente da prefeitura pouco antes das 14 horas de quarta. Ela deixou o trabalho as 17 horas e assumiu o lugar do garoto. “A gente trouxe chimarrão e cafezinho. Passamos a noite conversando”, dise ao blog nesta manhã. O esforço, diz Soeli, vale a pena porque a casa própria é um sonho antigo que ela pretende realizar agora. “Vou fazer a inscrição e sair direto para o trabalho”, conta.

A dona-de-casa Eva da Cruz, 47, também passou a noite na fila. “Decidi vir cedo para garantir”, conta. Ela também chegou ao local das inscrições por volta das 14 horas.

Não há dados oficiais, mas estima-se que em Cascavel, cidade com quase 300 mil habitantes, o déficit habitacional gire em torno de 7 a 10 mil moradias. O programa prevê a construção de quatro mil casas no município.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 18h03
[] [envie esta mensagem
] []





Tribunal de Justiça mantém preso Alessandro Meneghel

O desembargador João Kopytowski, do Tribunal de Justiça do Paraná, negou habeas corpus ao presidente da Sociedade Rural do Oeste (SRO), Alesandro Meneghel, preso desde o dia 2 de janeiro na cadeia pública de Toledo por porte ilegal de arma de fogo. Os advogados de Meneghel pretendiam que a Justiça arbitrasse fiança e o ruralista respondesse em liberdade.

Em seu despacho, o desembargador analisou os antecedentes do presidente da SRO. "Verificando as certidões acostadas, vejo que o paciente (Meneghel) envolveu-se em várias práticas delituosas", diz Kopitowski. O magistrado lembrou ainda que Meneghel já responde a pelo menos oito casos de porte ilegal de armas.

Em um dos casos em que Meneghel reponde por porte ilegal, a Justiça chegou a conceder liberdade provisória. A defesa deverá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, para tentar reverter a prisão.

Na sexta-feira da semana passada, ruralistas e representantes de entidades classistas, realizaram uma manifestação em Cascavel com o objetivo de pressionar a Justiça a colocar o ruralista em liberdade.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 14h22
[] [envie esta mensagem
] []





Serraglio diz que candidatura de Sarney prejudica Temer

Candidato avulso à Presidência da Câmara, o deputado paranaense Osmar Serraglio (PMDB) disse hoje (17), em Cascavel, que uma possível candidatura de José Sarney para presidir o Senado enfraquecerá Michel Temer. Se isso ocorrer, avalia Serraglio, o PT terá um pretexto para não votar em Temer.

O parlamentar enfatiza que os petistas votam em Temer porque há um acordo, mas sugere que essa aliança fica enfraquecida a partir do momento em que for oficializada a candidatura de Sarney. “Eles (os petistas) vão dizer que o acordo não era pra fortalecer e dar as duas casas – Câmara e Senado – ao PMDB”, destaca Serraglio.

Sobre a disputa pela presidência da Câmara, Serraglio afirma que vai manter sua candidatura até o fim. Ele diz que concorrer seria mais fácil se Temer não fosse candidato. “Todo mundo está indo atrás do Michel não porque é o Michel, mas porque ele é o presidente do partido” diz.

O apoio do PSDB e do PT a Temer tem como interesse as eleições de 2010. “Nós tínhamos Dona Flor e seus dois maridos do Jorge Amado, agora teremos que ter seu Michel com os dois partidos”, brinca. “Mas e lá na frente se o PMDB fizer a opção pela Dilma como ficam os serristas que apoiaram o Michel”, questiona.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 18h57
[] [envie esta mensagem
] []





Ex-líder do MST leva apoio a Meneghel

 

Um dos manifestantes que levou apoio a Alessandro Meneghel no protesto realizado na manhã de hoje por ruralistas em Cascavel é Neuri Antonio Sperotto, um ex-líder do MST. Em 1996, Sperotto liderou a ocupação da Fazenda Colônia Vitória, em Lindoeste (40 km de Cascavel). A fazenda foi transformada em um dos primeiros assentamentos de sem-terra do Paraná.

Nas eleições municipais do ano passado, Sperotto foi candidato a prefeito pelo PMDB em Lindoeste, mas acabou derrotado nas urnas. Ele disse que recebeu apoio de Meneghel na campanha e, por isso, estava retribuindo esse apoio hoje. "O Meneghel não é contra a reforma agrária, mas contra a forma como agem (os sem terra) nas invasões", disse. Sperotto diz que não deixou de ser sem-terra. "Me considero sem-terra, mas sou contra invasões".

 



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 14h48
[] [envie esta mensagem
] []





Ruralistas protestam contra prisão de Meneghel

 

Agricultores ligados a SRO (Sociedade Rural do Oeste do Paraná), com apoio de algumas entidades classistas, realizaram um protesto no centro de Cascavel na manhã de hoje. Até um ex-líder do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) participou da manifestação.

Os ruralistas tentam pressionar a Justiça para libertar o agropecuarista Alessandro Meneghel, preso desde o dia 2 de janeiro na cadeia pública de Toledo (38 Km de Cascavel) acusado de porte ilegal de arma.

Meneghel, que preside a SRO, estava com uma pistola calibre 380 e 41 munições, além de uma carabina ponto 30 quando foi preso pela Polícia Militar de Toledo, após denúncia anônima. O ruralista disse que retornava de uma fazenda e estava armado devido as ameaças de morte que recebe constantemente.

O grupo, de aproximadamente 200 pessoas, percorreu a principal avenida de Cascavel com cavalos, carros, caminhões e máquinas agrícolas. Os manifestantes distribuíram panfletos criticando a Justiça. Anteontem, a juíza Paola Mancine, da Comarca de Toledo negou pedido de liberdade provisória impetrado por Meneghel. Ela se baseou nos antecedentes de Meneghel que responde a vários processos criminais. "Manter preso um cidadão de bem é encorajar criminosos impunes", diz o panfleto.

Joelma Meneghel, mulher do ruralista, disse que a manifestação não tem como objetivo questionar o suposto crime cometido pelo marido. "Não estamos discutindo o erro dele por estar portando arma. Queremos que ele tenha direito de responder em liberdade", enfatiza.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 14h46
[] [envie esta mensagem
] []





Terrenos baldios

Em entrevista a Rádio Nova FM na manhã de hoje, o secretário de Meio Ambiente, Luiz Carlos Marcon, declarou que a empresa vencedora da licitação para fazer as plaquinhas com a inscrição "Imóvel Multado" não existe no endereço que consta nos documentos. Isso poderá atrasar o processo de limpeza dos terrenos baldios.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 17h55
[] [envie esta mensagem
] []





Edgar diz que vai investigar suposto sumiço de R$ 300 mil

O prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, disse hoje (6) que a Prefeitura vai investigar um suposto sumiço de R$ 300 mil da Companhia de Habitação de Cascavel (Cohavel), durante a gestão passada. Em entrevista à rádio CBN, Edgar disse que R$ 600 mil foram repassados da Secretaria da Educação para a Cohavel para a construção de uma escola e que metade do dinheiro teria desaparecido.

"Esse detalhe nós vamos ter que correr atrás para saber onde está isso. Saber porque que foi repassado antecipadamente o dinheiro da educação para a Cohavel e porque a Cohavel já gastou esse dinheiro e não na obra definida. Ainda carece de levantamento para a gente ter certeza do que está falando", disse ele.

Outra suspeita de irregularidade levantada pelo prefeito aponta a venda irregular de terrenos públicos. A prefeitura teria facilitado a comercialização das áreas. "Eu ainda não entendi porque esses terrenos foram passados pra lá (Cohavel)", declarou.

O prefeito disse que vai investigar quem foram os compradores. "Queremos saber se tem laranjas no meio dessas vendas. Alguém que só emprestou o nome para terceiros interessados em se apropriar do patrimônio público", observou.

Segundo a reportagem da CBN, o ex-presidente da Cohavel, Vilson de Oliveira, disse que tem a lista das pessoas que compraram os terrenos e que tudo foi feito de forma legal. Ele prometeu enviar os documentos à emissora de rádio.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 15h30
[] [envie esta mensagem
] []





Em manutenção

A Prefeitura de Cascavel decidiu atualizar seu sítio agora a tarde. Quem entrar no endereço www.cascavel.pr.gov.br e vai no link governo encontra a mensagem "página em manutenção", já sem as fotos da equipe do prefeito Lísias Tomé.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 19h05
[] [envie esta mensagem
] []





Página da prefeitura ainda mantém governo anterior

 

O serviço de informática da Câmara de Cascavel foi bem mais rápido que o mesmo setor da prefeitura. O sítio www.camaracascavel.pr.gov.br já traz  a lista da nova direção da Câmara com todos os novos vereadores. Apesar de ainda estar sendo atualizado, os nomes dos antigos vereadores já não aparecem mais no sítio, o que demonstra eficiência do setor que, apesar do feriado de fim de ano, vê como necessária a atualização imediata da página na rede mundial de computadores para prestar informações corretas à população.

Enquanto isso, o sítio www.cascavel.pr.gov.br, que pertence à Prefeitura de Cascavel, ainda mostra - pelo menos mostrava até as 13 horas de hoje (5) - o quadro do governo de Lísias Tomé, que já não existe mais há cinco dias. Quem acessar o sítio e entrar no link "governo" vai se deparar com as fotos e informações de toda equipe de primeiro escalão do ex-prefeito de Lísias Tomé.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 12h54
[] [envie esta mensagem
] []





Blogueiros do Paço tomam atitudes diferentes em relaçao aos seus blogs

Os jornalistas Miguel Dias e Leonardo Zen, assessor de imprensa e gerente da Divisão de Imprensa da Prefeitura de Cascavel, respectivamente, ambos possuem blogs para levar informação à população de Cascavel. Após a nomeação pelo prefeito Edgar Bueno, no entanto, eles tomaram atitudes diferentes com relação aos blogs.

Zen postou uma mensagem na noite de ontem (2) o "Zentrelinhas" está de recesso por tempo indeterminado. "Por uma questão de honestidade com você leitor, vou ficar ausente deste blog. Estou cumprindo uma nova missão, na assessoria de comunicação do Prefeito Edgar Bueno", comentou.

Já o blog "Pontoamais", que sempre foi atualizado por Miguel Dias, inseriu várias notícias hoje (3), todas ligadas ao Paço Municipal. A primeira mensagem postada neste sábado, as 10h54, avisa que "o blog permanecerá ativo e receberá colabrações encaminhadas sob responsabilidade de outros postadores". Miguel Dias está fora do blog como diz o título da própria mensagem.

Os novos postadores de mensagens do Pontoamais são pessoas bem informadas sobre as atividades da nova administração. As mensagens postadas neste sábado revelaram notícias que até então até a própria mídia local não sabia. Até mesmo a Assessoria de Imprensa da Prefeitura não havia colocado em seu site até as 15 horas notícias de que a Secretaria do Meio Ambiente vai mudar para o Lago Municipal.

Outra notícia interessante postada no blog deu conta de que o secretário Adelino Ribeiro (Ação Comunitária) "quase teve um colapso ao visitar seu loca de trabalho, na sexta-feira". Segundo o blog, faltavam mesa, cadeira, armário e não havia ninguém para manter a porta aberta. Indignado, Adelino foi relatar a ação ao chefe da Secretaria de Governo, Atair Gomes da Silva.

Outra notícia intrigante divulgado pelos novos postadores do Pontoamais dão conta de que a prefeitura poderá sofrer uma nova invasão por parte dos moradores do Rivadávia, área pertencente ao empresário Edi Siliprandi e que está ocupada por sem-teto há mais de dez anos. No final do mandato, o então prefeito Lísias Tomé havia feito um acordo para desapropriar a área. Edgar Bueno recorreu e conseguiu impedir que R$ 3,5 milhões saíssem dos cofres das prefeitura para pagar a Família Siliprandi pela área.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 14h57
[] [envie esta mensagem
] []





Edgar decreta o fim das placas "mal-criadas"

 

O prefeito Edgar Bueno anunciou que mandou retirar todas as placas em prédios públicos com a inscrição "desacatar funcionário público é crime". Ele entende que é dever do funcionário público tratar bem a população e, em contrapartida, o povo precisa saber respeitar o servidor.

Em todos os postos de saúde e outros órgãos do governo municipal estavam, bem visível, esse tipo de placa. A ordem é arrancar todas as plaquinhas "mal-criadas".



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 13h40
[] [envie esta mensagem
] []





Edgar faz sérias acusações contra a admnistração anterior

 

No seu primeiro dia de trabalho na Prefeitura de Cascavel após ser reconduzido ao cargo de prefeito, Edgar Bueno (PDT) reuniu-se com o secretariado as 7 horas para discutir a situação de cada secretaria. Depois de mais de três horas de reunião, Edgar concedeu a primeira entrevista coletiva e fez sérias acusações contra a administração do prefeito Lísias Tomé (PSC).

0 prefeito diz ter ouvido de servidores municipais descontentes com a administração anterior que nos últimos dias aconteciam licitações, por carta-convite, a cada meia-hora. Segundo ele, na quarta-feira, último dia do governo Lísias foran empenhadas várias ordens de pagamentos. Antes de o Município de Cascavel assumir o compromisso de pagar essas dívidas, no entanto, o novo prefeito pretende examinar cada ordem. Edgar disse ainda que recebeu denúncias de servidores que havia uma prática de alguns fornecedores entregarem apenas a metade do material adquirido pela prefeitura. "Existem denúncias de que se comprava 100 e entregava-se 50", exemplificou.

 

Rivadávia

Edgar não poupou críticas a tentativa de se pagar R$ 3,5 milhões à Família Siliprandi, dona de uma área invadida há cerca de dez anos em Cascavel. "Preocupou-me essa facilitação de o dinheiro público ser jogado fora", declarou. Numa ação rápida do prefeito, mesmo antes de assumir, a Justiça evitou que o pagamento fosse feito.

Para Edgar, o então prefeito Lísias Tomé fez a prefeitura assumir um problema que não era seu mais do proprietário da área e das pessoas que moram no local desde a ocupação.



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 13h40
[] [envie esta mensagem
] []





Edgar reduz órgãos do primeiro escalão

 

O prefeito Edgar Bueno informou hoje que os órgãos do primeiro escalão da prefeitura serão reduzidos de 22 para 19 e determinou que todos passem a receber a denominação de secretaria. A Procuradoria Jurídica passa a se chamar Secretaria de Assuntos Jurídicos. A chefia de gabinete agora é Secretaria de Governo. Já a assessoria de Assuntos Comunitários ganha status de secretaria e passa a se chamar Secretaria de Ação Comunitária.

Também mudará a nomenclatura da Secretaria de Planejamento que agora chama-se Secretaria de Planejamento e Urbanismo. Com a extinção da Cohavel (Companhia de Habitação), foi criada a Secretaria de Obras Públicas e Habitação. O mesmo ocorre com após o fim da Companhia de Desenvolvimento (Cohavel), incorporada à nova Secretaria de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Turismo. 



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 13h39
[] [envie esta mensagem
] []





Prefeitura volta a atender em horário integral a partir do dia 12

 

A partir do dia 12 de janeiro, a Prefeitura de Cascavel voltará a atender em horário integral. O anúncio foi feito hoje (2) pelo prefeito Edgar Bueno. Há mais de um ano, a prefeitura atendia somente no período da tarde, medida tomada supostamente para economizar. Mas, segundo Edgar, no ano passado a prefeitura acabou gastando R$ 2 milhões com pagamentos de horas-extras aos servidores. Para este ano, esse tipo de gasto será reduzido para R$ 400 mil.

O funcionamento em tempo integral tem a aprovação da população que terá opção de resolver seus problemas junto à prefeitura no período da manhã e da tarde. Alguns servidores, no entanto, não aprovam a idéia. É que após tanto tempo trabalhando em meio expediente, muitos deles acabaram ocupando o horário vago em outro trabalho fora da prefeitura. Agora terão que decidir entre o serviço público ou privado.

O novo horário de funcionamento da prefeitura será das 8 às 12 e das 13h30 às 17h30, com exceção da Secretaria de Finanças que terá plantão durante o horário de almoço.

 



Escrito por Luiz Carlos da Cruz às 13h39
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]